Aprenda a diferenciar os tipos de gastrite

10/08/2011 - 00:00:00 | 133

Classificada em três níveis, popularmente, a conhecemos como “gastrite nervosa”

\r\n Perda de apetite, azia, dor e queimação no abdômen, náuseas e vômitos são alguns dos sintomas da gastrite. Suas causas variam: do estresse até bactérias. Em casos mais graves -  e raros - ela não tem cura e pode até levar à morte por hemorragia. Porém, na maioria dos casos, a gastrite pode ser controlada por meio de mudança nos hábitos alimentares.
\r\n
\r\n A gastrite é  uma inflamação que atinge a parede do estômago e pode ser classificada em três níveis:
\r\n
\r\n Aguda: causada por medicamentos, bebidas alcoólicas, estresse físico ou mental, alimentos contaminados por bactérias, vírus e germes. Os sintomas mais comuns são vômitos e evacuações com sangue;
\r\n
\r\n Crônica: causada pela bactéria Helicobacter Pylori, ela destrói a barreira protetora que reveste a mucosa do estômago e leva à inflamação, caracterizando a gastrite;
\r\n
\r\n Crônica atrófica: é comum em pessoas acima dos 40 anos e em quem já passou por cirurgia de redução de estômago. Ocorre  quando os anticorpos atacam o revestimento mucoso do estômago, provocando a perda de muitas ou todas as células de ácido e de enzimas. A gastrite atrófica interfere na absorção da vitamina B12, presente nos alimentos e, devido a isso, pode provocar anemia.
\r\n
\r\n Identificar o nível da gastrite é fundamental para tratá-la. Na maioria das vezes, o diagnóstico é feito por meio da endoscopia, que pode interromper a hemorragia em casos agudos. O tratamento poderá ser feito com medicamentos e reeducação alimentar.
\r\n Para minimizar os sintomas, pessoas que já sofrem com gastrite podem apostar na reeducação alimentar. Alimentos com propriedades relaxantes e anti-inflamatórias, como hortelã, gengibre e alguns chás; além de frutas e vegetais crus e bem lavados, amenizam os sintomas e são benéficos à saúde. É importante que as refeições não tenham mais que 3 ou 4 horas de intervalo.
\r\n O consumo de café, frituras e leite, mesmo o desnatado, devem ser moderados. O cigarro é um dos maiores inimigos da gastrite. Além de piorar os sintomas, ele aumenta a produção de ácido no estômago, o que é suficiente não só para causar o mal estar, como para causar alterações na mucosa bucal, prejudicando o processo da digestão.

\r\n

\r\n Por: AgComunicado

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos