Doenças psiquiátricas tendem a “roubar” mais anos de vida dos brasileiros

10/05/2011 - 00:00:00 | 91

Mudanças no estilo de vida podem ser a principal causa

\r\n As expressões “transtorno”, “doença” ou “distúrbio” costumam ser combinadas aos termos “mental”, “psíquico”e “psiquiátrico” para descrever o comprometimento da mente. Estes problemas de saúde relacionados à mente têm um amplo campo de investigação, envolvendo a psicologia, psiquiatria, neurologia e até filosofia.
\r\n
\r\n Os transtornos psiquiátricos ocupam  lugar de destaque entre as questões de saúde pública no Brasil. Segundo uma série de estudos publicada na publicação médica "Lancet", as doenças mentais respondem por muitos anos vividos em qualidade de vida por conta de doenças crônicas.
\r\n
\r\n O estudo calculou a mortalidade causada pelas doenças e a incapacidade com relação ao trabalho e tarefas cotidianas. Os distúrbios psiquiátricos foram responsáveis por 19% dos anos perdidos e os maiores vilões foram as psicoses, a depressão e o alcoolismo.
\r\n
\r\n Em segundo lugar estavam as doenças cardiovasculares, responsáveis por 13% dos anos dutos “perdidos”. Outros dados do mesmo estudo mostram que de 18% a 30% dos brasileiros já tiveram sintomas de depressão.
\r\n
\r\n A autora do estudo, a professora Maria Inês Schmidt, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul,, diz que não é possível saber se o problema aumentou ou se o diagnóstico foi ampliado. São necessários mais estudos para saber de que modo o estilo de vida nas metrópoles pode influenciar o aparecimento da depressão. No caso do alcoolismo, há uma relação com o estilo de vida. O envelhecimento da população também contribui para o surgimento dos transtornos psiquiátricos.
\r\n
\r\n A série de estudos do "Lancet" traz outras questões emergentes na seara da saúde, como diabetes, pressão alta e alguns tipos de câncer, como o de mama. Eles estão relacionados à mudanças no padrão alimentar, como o aumento do consumo de produtos ricos em sódio ou açúcar. Por outro lado, a mortalidade por doenças respiratórias caiu, principalmente devido à redução do número de tabagistas.
\r\n
\r\n Fonte: Folha de S.Paulo

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos