Entenda até que ponto a dieta que restringe carboidratos pode fazer mal à saúde

03/06/2011 - 00:00:00 | 85

Segundo recente pesquisa, adotar uma dieta de proteínas e gorduras acelera a perda de peso e não traz risco cardiovascular se adotada por até 3 meses

\r\n Conhecida por permitir o consumo de gorduras e carnes à vontade e por restringir a ingestão de carboidratos, a dieta da proteína é encarada com certa restrição pelos cardiologistas. Porém, recentes estudos conduzidos por especialistas em medicina esportiva mostram que essa dieta não oferece riscos para a saúde cardiovascular, desde que seja seguida por no máximo 3 meses. O estudo revela também que a dieta de fato acelera a perda de peso.
\r\n
\r\n Do estudo participaram 46 indivíduos obesos que não apresentavam problemas cardiovasculares e que possuíam peso médio de 99 Kg. Eles foram submetidos a uma dieta combinada com exercícios físicos aeróbicos regulares e musculação. Dos participantes 50% aderiram à dieta de baixa ingestão de carboidratos e o restante aderiu a uma dieta balanceada (maus saudável, do ponto de vista dos especialistas). O primeiro grupo perdeu 4,5Kg e não apresentou nenhuma alteração cardiovascular em relação ao segundo grupo. Aqueles que aderiram a dieta de baixo consumo de carboidrato conseguiram  perder peso em 45 dias, já o outro grupo perdeu peso em 70 dias.
\r\n
\r\n O intuito do estudo foi dissipar eventuais dúvidas que muitos indivíduos que necessitam perder peso têm no momento de optar por uma dieta. A pesquisa sugere que mais pessoas devam considerar esse tipo de dieta como uma opção válida, uma vez que ela não expõe o indivíduo a riscos imediatos para sua saúde cardiovascular.
\r\n
\r\n A dieta de Atkins, criada pelo médico americano Robert Atkins se tornou famosa nos anos 60 e se baseia na redução drástica do ingestão de carboidratos. Os médicos especialistas em perda de peso advertem que a melhor opção para quem quer emagrecer com saúde é adotar uma dieta que possa ser seguida pela vida toda, ou seja, a famosa reeducação alimentar. Afinal, de que adianta perder peso e depois ganhá-lo novamente? O objetivo é perder peso por meio de uma alimentação que possa ser mantida. E ninguém consegue (e nem deveria, por não ser saudável) adotar uma dieta restritiva por muito tempo.
\r\n
\r\n Há especialistas que afirmam que o consumo excessivo de proteína pode favorecer a sobrecarga renal, a formação de cálculos renais e também interferir no processo de arteriosclerose.
\r\n
\r\n A perda de peso rápida para os adeptos da dieta de Atkins e similares pode ser justificada pelo seguinte: apesar de poder comer gordura à vontade, o indivíduo tende a enjoar desse tipo de alimento após um período, reduzindo assim o número de calorias ingeridas.
\r\n
\r\n É importante ressaltar que os carboidratos têm importantes funções para nosso organismo, entre eles o de dar energia para as atividades diárias.
\r\n
\r\n Por: AgComunicado

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos