Entenda por que o chulé acontece e como evitá-lo

20/07/2011 - 00:00:00 | 140

Passar muitas horas com calçados fechados contribui para proliferação de fungos e bactérias

\r\n O nome do problema pode até soar engraçado, mas conviver com ele não é nada divertido. A bromidrose, popularmente conhecida como chulé, é caracterizada por aquele cheirinho ruim nos pés. As causas são o suor em excesso e maus hábitos de higiene, que juntos podem gerar a proliferação de fungos e bactérias na planta dos pés e entre os dedos. Daí, surge o temido “chulé”.
\r\n
\r\n Qualquer pessoa, independente da idade ou sexo, está suscetível a ter este incômodo, que além de causar problemas para a saúde da pele, prejudica a autoestima. Não é regra, mas em geral os mais afetados pelo chulé são os adolescentes, já que a ebulição de hormônios aumenta a transpiração nos pés e nas axilas. Esportistas que passam muitas horas com tênis também podem padecer desse probleminha. O suor excessivo, em casos isolados, pode também estar ligado a doenças como diabetes, obesidade e hipertireoidismo.
\r\n
\r\n Diariamente nossa pele entra em contato com microrganismos e bactérias. Sapatos ou tênis usados por muitas horas impedem a ventilação do pés, fator que contribui para proliferação de bactérias.
\r\n Quando os microrganismos estão em contato com a pele, ocorre um processo de fermentação e liberação de maus odores. Sapatos de plástico ou borracha e meias sintéticas facilitam esse processo e também impedem a ventilação. Há casos raros em que a bromidrose pode ser causada pelos estresse e má alimentação.
\r\n
\r\n Como evitar?
\r\n
\r\n Lave bem os pés durante o banho e os enxugue bem, inclusive entre os dedos.
\r\n Se já apresenta o problema, use um spray bactericida apropriado para uso nos calçados e pés. No caso de atletas, este é um acessório indispensável para necessaire.
\r\n Evite usar meias sintéticas e calçados de plástico ou borracha, que impendem a ventilação dos pés. Prefira meias de algodão.
\r\n Pelo menos 1 vez ao dia, deixe os calçados no sol, de forma a evitar a proliferação das bactérias.
\r\n
\r\n Por: AgComunicado

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos