Gravidez e exercícios físicos

16/09/2011 - 00:00:00 | 134

Desde que realizados com acompanhamento médico, exercícios podem ser praticados por boa parte das futuras mamães

\r\n Uma grávida que se movimenta é uma grávida saudável. Foi-se a época em que gravidez era sinônimo de repouso. Afinal, gravidez não é doença. Os exercícios físicos são mais que bem vindos, desde que recomendados por um médico e acompanhados por um profissional de educação física. Os benefícios vão além do aspecto físico, pois melhoram a autoestima e reduzem a ansiedade da futura mamãe.  
\r\n
\r\n Mães atletas ou que já praticavam exercícios antes de engravidar devem estar atentas, pois os limites físicos mudam. Prudência nestas fase é tudo. Determinadas atividades estão proibidas, em outras deve-se tomar mais cuidado. Em geral, a atividade física só é indicada a partir do terceiro mês de gestação, quando a mulher passa a estar “oficialmente grávida”. Já nos três últimos meses da gestação é preciso evitar exercícios intensos e cansativos.
\r\n
\r\n Algumas mulheres apresentam contraindicações para a atividade física, como: placenta prévia, grave doença cardíaca, trabalho de parto prematuro, histórico de aborto espontâneo, tromboflebite, hipertensão, anemia, diabetes, taquicardia, contrações, perda de líquido amniótico, sangramento e falta de acompanhamento pré-natal. Sentir dor no peito, abdômen ou costas é também um fator negativo.
\r\n
\r\n Durante o exercício é importante medir a frequência cardíaca para prevenir possíveis complicações: não deve passar dos 140 batimentos por minuto.  A temperatura do corpo também não deve subir, por isso evite roupas ou ambientes muito quentes. Manter-se bem hidratada é essencial, durante e após o exercício.
\r\n  
\r\n Entre os exercícios recomendados estão:
\r\n • Caminhada: uma hora por dia é o suficiente, de preferência, com intervalos;
\r\n • Atividade aeróbica: desde que leve e moderada, evitando o impacto;
\r\n • Hidroginástica: é a atividade ideal, pois a água diminui a sensação de peso, ajuda a desinchar e alivia as dores da coluna;
\r\n • Yoga: trabalha a respiração, o alongamento muscular e ajuda a relaxar;
\r\n • Tai chi chuan: trabalha a coordenação e o equilíbrio, ajuda a controlar o estresse;
\r\n • Alongamento: é indicado, mas cuidado para não atingir o grau máximo de flexibilidade articular;
\r\n
\r\n Mulheres que praticam atividade física estão melhor preparadas para o parto, tanto do ponto de vista emocional como físico: a expulsão da criança acontece de maneira mais rápida e as dores do parto são menos intensas.
\r\n
\r\n Exercícios de alto impacto, como aeróbica, tênis, ciclismo de rua, step, levantamento de pesos, mergulho, saltos e corrida estão entre as atividades a serem evitadas.
\r\n
\r\n Por: AgComunicado
\r\n       

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos