Há diferenças entre o sabonete antibacteriano e o comum?

01/02/2012 - 00:00:00 | 125

Para alguns pesquisadores, basta água e sabonete para deixar as mãos limpas. O que importa é o tempo que levamos nesta ação

\r\n  

\r\n
\r\n Existe ainda uma grande confusão entre os consumidores quanto à diferença entre o sabonete antibacteriano e o comum. Até 2009, quando houve o surto da gripe H1N1, as pessoas não faziam muita distinção entre os dois produtos. No meio científico, enquanto alguns especialistas afirmam que não há diferenças entre os dois produtos, outros consideram o bactericida mais eficiente quanto à eliminação de germes e bactérias. 
\r\n
\r\n  
\r\n
\r\n O sabonete resulta da combinação entre um ácido (gordura, ácidos graxos, triglicérides) e uma base (hidróxido de sódio NaOH).  Entre uma de suas funções principais está a de unir-se à sujeira, óleo e bactérias para eliminá-los. Uma parte da molécula de sabão é hidrofílica, ou seja, une-se à água, e a outra é hidrofóbica, repele a água. A hidrofílica facilita o contato entre os ácidos graxos hidrofóbicos com as substâncias hidrofóbicas, como as bactérias, que são então encapsuladas por gotas de água e removidas. É desta forma que o sabonete comum elimina sujeiras e bactérias.
\r\n
\r\n  
\r\n
\r\n Já em relação ao componentes bactericidas dos sabonetes é preciso deixá-los em contato com a pele, aproximadamente, dois minutos, para surtir o efeito desejado. Nem todas as pessoas têm paciência – e tempo – para lavar as mãos dessa forma. Segundo alguns pesquisadores as bactérias acabam desenvolvendo resistência aos componentes bactericidas após algum tempo, que acabam também por eliminar os germes e bactérias que têm um papel positivos sobre o organismo e contribuem no equilíbrio de algumas funções e, consequentemente, na melhora da saúde. 
\r\n
\r\n  
\r\n
\r\n Médicos sugerem que os sabonetes bactericidas sejam usados somente em hospitais, clínicas e consultórios odontológicos e por quem desenvolve infecções de pele, e não por pessoas saudáveis. Para o Centro de Controle de Doenças dos EUA, os sabonetes bactericidas não são necessários - basta lavar bem as mãos com sabonete comum e água. Lavar as mãos durante 20 segundos é o tempo considerado ideal para as mãos ficarem realmente limpas.
\r\n
\r\n  
\r\n
\r\n Já quem precisa de uma proteção extra, pode recorrer ao álcool em gel. Mas não exagere quanto ao seu uso, pois ele pode desidratar e ressecar a pele. 
\r\n
\r\n  
\r\n
\r\n Por: AgComunicado
\r\n
\r\n        
\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos