Mulheres passam por reviravoltas após a gravidez

02/06/2011 - 00:00:00 | 189

Ser mãe é uma das maiores aventuras da vida mas decisão tem que ser consciente

\r\n Com os avanços da medicina de reprodução humana, muitas pessoas que no passado não seriam pais podem realizar o sonho de gerarem e criarem seus filhos. Os índices de sucesso das modernas técnicas de inseminação artificial e reprodução in vitro aumentaram com o passar dos anos, e hoje são grandes as chances de os casais com problemas de fertilidade conceberem. Por outro lado, nem sempre os tratamentos funcionam, trazendo desalento.
\r\n
\r\n As mulheres estão a cada dia adiando mais o sonho da maternidade para se dedicarem ao trabalho e terem seus filhos “na hora certa”, quando o casal já está mais organizado financeiramente e com as carreiras em crescimento. O problema é que às vezes a tal hora certa não chega nunca e é preciso olhar para dentro e se perguntar: estou (ou estamos) prontos para criar uma criança, com todas as consequências e responsabilidades que isso traz?
\r\n
\r\n Nem todos os seres humanos precisam ser pais. Essa é uma escolha individual e há de se respeitar quem simplesmente não quer ter filhos. Tal decisão envolve uma série de questões, como o possível desapontamento por parte de familiares e cobranças as mais variadas por parte de amigos e da sociedade. Mas quem tem certeza de que não tem aptidão ou interesse em criar filhos, certamente não deve tê-los, sob o risco de serem infelizes.
\r\n
\r\n Para a maioria dos casais, é grande a vontade de mais cedo ou mais tarde encarar a maternidade e a paternidade. Para boa parte das pessoas, é um sonho realizado. A gravidez, o parto e a criação dos filhos exigem dedicação e responsabilidade dos pais com relação ao bem estar e à educação das crianças, ao mesmo tempo que trazem um grande prazer. Quem é mãe geralmente afirma que conheceu o verdadeiro amor após ter filhos. É que o amor de mãe e pai é um amor sem medidas, que beira o incondicional. O desafio é equilibrar este amor com uma educação que dê limites, tão necessários à felicidade e saúde mental das crianças e que trazem inúmeros benefícios para que elas se insiram bem na sociedade.
\r\n
\r\n Por: AgComunicado

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos