Surto de bactéria e-coli na Europa parece estar diminuindo

09/06/2011 - 00:00:00 | 143

Ministro da Saúde da Alemanha informa que casos novos caíram

\r\n O número de casos novos de pessoas infectadas na Europa por uma variedade extremamente tóxica da bactéria E-coli felizmente já está diminuindo. A informação é do Ministro da Saúde da Alemanha, Daniel Bahr. Por outro  lado, ele fez um alerta sobre o número de mortos, que ainda poderá aumentar. O surto de E-coli já matou 29 pessoas na Europa. A origem da contaminação é desconhecida. O governo alemão chegou a suspeitar de pepinos e brotos de feijão mas os testes desmentiram a suspeita.
\r\n
\r\n O surto atual foi disparado por uma cepa supertóxica de E. coli, que é uma bactéria encontrada normalmente nas fezes de humanos e animais. Supostamente, ela poderia se espalhar devido a maus hábitos de higiene, desde a origem rural até o preparo. O que surpreende é a toxicidade dessa variedade. Mais de 2 mil pessoas em 12 países tiveram sintomas de infecções no intestino causadas por essa bactéria. A maioria dos casos foi registrada na Alemanha.
\r\n
\r\n Em crianças e idosos, a infecção pode gerar uma síndrome hemolítico-urêmica, causada por uma toxina dessa cepa e que provoca insuficiência renal. Os cientistas das universidades de Bonn e de Greifswald acreditam que essa nova variedade da bactéria provoca a formação de anticorpos que atacam os próprio organismo dos pacientes. A presença desses “autoanticorpos” foi verificada nos casos mais graves.
\r\n
\r\n Aos consumidores alemães, as autoridades estão recomendando que evitem o consumo de alface, tomates, brotos crus e pepino. Enquanto a origem continuar desconhecida, fica difícil fazer recomendações mas o governo e as autoridades estão fazendo todo o possível para descobri-la. Eles também pediram reforços nos cuidados de higiene. Há alguns dias, os Ministros de Agricultura da União Europeia se reuniram para um encontro de emergência, ao mesmo tempo em que os  agricultores exigem indenizações devido ao aparecimento da bactéria
\r\n
\r\n Por: AgComunicado

\r\n


  • Produtos relacionados
  • Comentários

Produtos relacionados


É necessário se logar no site para enviar um comentário.







Super produtos